• home
  • sobre
  • contato
  • favoritos
  • 101 em 1001
  • 13 de setembro de 2016

    Resenha: Garotas de Vidro


    Oi, gente! Como vocês estão? Espero que todos bem. Eu estou bem, na verdade, tá tudo meio pombo (sabem o meme?), mas tudo passa, não é mesmo? Também estou entando arranjar forças pra realizar as minhas metas, risos. Eu não poderia deixar de comentar aqui sobre a gravidez da Anahi, essa mulher acaba comigo. Enlouqueci lá no Twitter quando descobri, coração de fã não aguenta. Bom, no post anterior, eu comentei que tinha lido Garotas de Vidro e perguntei se vocês queriam resenha, teve gente que quis e cá estou com a resenha. Fiquem de olho aí.
    Título: Garotas de Vidro. Autora: Laurie Halse Anderson. Editora: Novo Conceito. Número de páginas: 272.

    Sinopse: Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir. Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles. Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a autorrepugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laurie Halse Anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos. 

    Garotas de Vidro é um livro um tanto quanto conturbado. Não é nada fácil de ler nem de lidar. Não falo isso pela escrita, mas sim pelo tema abordado. O livro é narrado pela Lia, uma menina de dezoito anos, que sofre de anorexia e bulimia, que inclusive, já tinha sido internada uma vez. Ela mora com o seu pai, a sua madrasta e a sua meia-irmã, Emma. Ela tinha uma melhor amiga, chamada Cassie, que também tinha transtornos alimentares.

    O livro começa com a morte da Cassie. Quando eles a encontram morta em um quarto de hotel. Ninguém sabe o verdadeiro motivo de sua morte. Lia descobre que a Cassie ligou pra ela trinta e três vezes. Isso mesmo, trinta e três vezes. E isso a atormenta por muito tempo. De certa forma, ela se sente culpada e acredita que se tivesse atendido ao telefonema, nada disso teria acontecido. Sem esquecer que, Lia e Cassie estavam afastadas antes disso ter acontecido.


    Lia conta às calorias de tudo que come. Ela deseja um pedaço de chocolate, mas sabe que é forte o suficiente para não comê-lo. E quando come algo, sabe que tem que colocar aquilo para fora. Lia se acha estúpida, feia, gorda e perdedora, e isso, fica bem claro no decorrer da história.

    Em muitos livros, as garotas querem ser as mais bonitas ou as mais populares. E em Garotas de Vidro, Lia e Cassie querem ser as mais magras. Apenas isso. E elas fizeram até uma promessa, uma aposta pra tudo isso, que acabou virando meio que um mantra entre elas.

    As formas de como as pessoas da escola a enxergavam, também era de assustar. As meninas tinham inveja do corpo dela, de ser tão magra. E os meninos a enxergavam como uma morta. E eu me identifiquei muito nessa parte. Sem contar, que a Lia encontrava na Internet, vários grupos sobre esse assunto, de meninas relatando do que comeram no dia, de quantas abdominais fizeram... É complicado.


    Automutilação, suicídio, transtornos alimentares, alucinações, são temas bem difíceis. No início, foi bem complicado de ler, não me prendeu muito e eu pensei em desistir. Mas, ao decorrer da história, eu quis saber mais sobre a morte da Cassie e sobre o que ia acontecer com a Lia.

    É indescritível a forma de como a autora conseguiu passar tudo isso. Faz a gente entrar na história e se sentir no lugar da Lia. A gente mergulha na mente dela, sabe as suas paranoias, os seus medos e toda essa obsessão. E a autora mesma disse que nunca passou por isso. Ela foi inteligente o bastante para descrever o estado da Lia e não apenas comentar sobre a doença.

    É triste saber que existem muitas meninas e meninos passando por isso, saber que muitas acabam tendo o final igual o da Cassie. Sei que tem muita gente que acha tudo isso besteira, que querem chamar a atenção. Mas não é bem assim. Eles precisam de ajuda.

    O livro é sufocante, esclarecedor, surpreendente, emocionante, difícil e principalmente, importante. Eu indico pra todo mundo.


    E é isso, gente. Espero de coração, que tenham gostado e se não conheciam, torço para que tenham ficado com vontade de ler.

    Quem aí já leu? E quem ficou com vontade de ler? Me contem, quero saber.
    Beijos! 

    24 comentários:

    1. Aaah garota, você me pegou com esta resenha!
      Eu li o livro até a metade e desisti, não consegui me "prender" á ele e sem contar que eu estava achando muito "pesado" a leitura e livro em si. Todo o enredo e a história me deixaram um pouco mal e não estava fazendo bem para mim então parei. Mas com certeza é um livro de superação e com um tema muito importante abordado.
      Amei o Blog e já estou seguindo
      http://ojoana.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Janaina!
        Quando comecei a leitura não curti tanto assim também, mas depois... Que livro mais interessante! É um tema muito importante e delicado mesmo.
        Muito obrigada, querida! <3
        Beijão!

        Excluir
    2. Olá Amanda, tudo bem? :)
      Não conhecia o livro mas a história parece ser muito intensa, acho que é um bom livro pelo menos ao que parece! Gosto imenso de livros dramáticos e acho que sem dúvida ia adorar este. Adorei a resenha querida, está super completa!
      Beijinho ❤
      Alexandra's World
      *Se quiseres passar no meu blog também ficarei muito grata!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Alexandra! Tudo sim e contigo? Espero que bem também.
        E é mesmo! Muito obrigada pelo comentário e pelas palavras, querida! <3
        Beijão!

        Excluir
    3. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas me pareceu bem forte. Com assuntos bem importantes. Não é o tipo de leitura que gosto, mas parece ser bem interessante.


      Beijos,
      Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. E é muito interessante mesmo, Gaby! Entendo, não é nada leve.
        Beijos!

        Excluir
    4. Oi menine!

      esse é um livro que já li algumas resenhas anteriores e muito me interessei pela temática. Sou meio fascinada por essas almas quebradas e conflitos psicológicos, então essa sinopse me prende por si só. Já tá na listinha de livros a comprar no futuro *-*

      beijo
      beinghellz.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oieee! <3
        Nossa, que bacana. "Sou meio fascinada por essas almas quebradas e conflitos psicológicos" HAHAHAHHAH eu. Oba, depois quero saber se gostou, viu? Hehehe.
        Beijos!

        Excluir
    5. Nossa, eu não fazia ideia que esse livro tratava sobre um tema tão forte, na minha cabeça era totalmente diferente a história hahahah
      Eu já tive vontade de aderir a esses meios mais fáceis e nada saudáveis de emagrecer, sentia que era o único jeito, mas nunca tive coragem de vomitar tudo o que eu comia e sofria de ansiedade (daquelas em que tu precisa comer tudo o que vem pela frente). Acabou que eu tive depressão, comecei a tomar remédio e até parei de estudar. É foda =/
      Preciso ler esse livro!

      literarizandomomentos.blogspot.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Hahahaha acontece. Poxa, ansiedade é foda mesmo. Espero que agora esteja tudo bem, Mi. Não é nada fácil e saiba que pode contar comigo.
        Se for ler, me conta o que achou depois, tá?
        Beijão!

        Excluir
    6. Nossa!! O livro é intenso e realmente tem um tema polêmico , mas necessário se falar.
      Acho muito interessante a abordagem desses temas, realmente parece ser um livro bem interessante, fiquei curiosa pra ler, entender melhor a história.


      Um beijooo

      www.chuvanojardim.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Verdade! Fico feliz com isso, Rê. Se for ler, me conta o que achou depois :D
        Beijão!

        Excluir
    7. Adorei a resenha! Não conhecia o livro, e ao ver a capa imaginei uma história completamente diferente da contada na sinopse, hahahahaha. Apesar de tratar de um tema muito forte e polêmico, o que assusta um pouquinho o leitor (talvez eu), a história parece super interessante, e já fiquei morrendo de curiosidade de saber o que levou a morte da Cassie, pq amo livros assim, de thriller psicológico hahahahahaha. Já adicionei na booklist! ♥

      Com amor,
      Steph • Não é Berlim

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Hahahah acontece, né. Obaaaa! :D Que bom que ficou curiosa, depois quero saber o que tu achou, Stephanie.
        Beijos!

        Excluir
    8. Que resenha incrível, Mands! Eu já conhecia o livro, mas não sabia do que se tratava e a tua resenha me deixou muito curiosa mesmo. Não sei se eu aguentaria ler, é um tema bem pesado e como tu disse: sufocante. Mas acho que eu ia me emocionar bastante com a história, quando eu tiver a oportunidade de ler com certeza vou aproveitar <3
      Um beijão,
      Gabi do likegabs.blogspot.com ♡

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Gabs, sua linda! É um tema bem pesado, mas é muito importante. Quando ler, me conta o que achou, quero saber tudo, viu? Hahahaha.
        Beijão!

        Excluir
    9. Esse livro é sensacional! Já o li e adorei. Além de tratar assuntos que não costumam ser muito debatidos. Sua resenha foi só amor!! <3

      devaneiosdeinverno.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Obaaa! É verdade, Taís. Espero que com o tempo, as pessoas entendam que esses assuntos são bem importantes. Querida, fico feliz com isso! <3
        Beijão!

        Excluir
    10. Amei a resenha! Já tinha ouvido falar sobre o livro mais nunca parei pra poder pesquisar ou saber algo a mais. Não fazia ideia de que o livro falava sobre esse assunto, bem intenso. A história me parece ser bastante interessante e quero muito ler.

      Renasentido

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Que bacana! Muito bom saber que vocês ficaram com vontade de ler. E se for ler, quero saber o que tu achou. Muito obrigada! <3
        Beijão!

        Excluir
    11. Oi, Amanda!
      Nunca tinha visto esse livro, mas parece as histórias que eu gosto. Sim gosto de turbulência na leitura hahaha Adorei a resenha <3
      Hey, aceita parceria com o blog? Responde lá ^_^
      Beijos!
      Sorteio de um ano do Borboletas ❤
      Borboletas de Papel | InstagramFanpageTwitter

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Aline! :D
        Hahahaha somos duas. Fico muito feliz com isso, obrigada! <3
        Beijão!

        Excluir
    12. Ainda não li este livro e confesso que me deu vontade de pegar para ler. Agora eu preciso comentar também: EU TAMBÉM PIREI COM A GRAVIDEZ DA ANY! Miil beijos lindeza! ♥

      www.doceencontro.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Obaaaa! Quero saber o que achou depois, hein.
        AHHHHHHHHHH não acreditei guria, que mulherrr. Amo <3
        Beijão!

        Excluir

    © Quebrar o Silêncio - 2016 | Todos os direitos reservados.
    Desenvolvimento por: Fairy Dream Design | Tecnologia do Blogger.
    imagem-logo