• home
  • sobre
  • contato
  • favoritos
  • 101 em 1001
  • 7 de maio de 2014

    É que eu não gosto...

    É que eu não gosto de puxar assunto. Prefiro ficar em casa, no meu quarto. Ou quando saio fico mexendo no celular, e se alguém fala comigo eu digo poucas palavras indicando que não estou afim de conversa. Eu nunca fui de muitos amigos, minha mãe disse que quando eu era bebê não sorria para qualquer um na rua, imagina se vou sorrir agora. Na verdade eu acho desgastante ficar de papinho com um desconhecido num bar. Eu perco o interesse rápido pelas coisas, e pelas pessoas também. Por exemplo: quando perco num jogo não existe ‘play again’, eu vou lá e mudo de jogo. Eu não tenho paciência pra essa gentinha de hoje em dia, já me perguntaram se o meu lema era ‘nego bom não se mistura’ eu apenas ri. Claro que não é, mas eu vou fazer o quê? Um barraco? É por piadinhas assim que eu não sinto vontade de falar com alguém. Eu tenho jeito pra conversar, pra fazer uma piada bacana, mas eu não quero isso, porque as pessoas nos decepcionam, e se eu ficar no meu mundo com os meus livros, as minhas músicas e o meu jeito anti-social de ser quem vai me magoar? Eu já chorei por muita coisa, agora eu fico sozinha para evitar expectativas sobre qualquer um.”

    Sobre o meu jeito isolado de ser, Emanueli Kosniyzeko. 

    2 comentários:

    1. Eu amo conversar e sempre tento puxar assunto kkkk
      Beijos,
      www.thalitamaia.com

      ResponderExcluir

    © Quebrar o Silêncio - 2016 | Todos os direitos reservados.
    Desenvolvimento por: Fairy Dream Design | Tecnologia do Blogger.
    imagem-logo